Saiba qual é o melhor tratamento para o terçol

Saiba qual é o melhor tratamento para o terçol

O problema é conhecido e existem várias crendices em torno do terçol ou hordeólo, também conhecido como viuvinha ou dordolho. Trata-se de uma inflamação que pode atingir a pálpebra ou o folículo piloso do cílio. A doença não é contagiosa e não oferece riscos a visão.

Segundo o médico oftalmologista Luiz Liarte do Hospital de Olhos de São Paulo, o terçol surge devido a uma inflamação das glândulas que ficam na margem palpebral ou no próprio folículo piloso.

O terçol assemelha-se a uma espinha e, geralmente, drena espontaneamente com compressas mornas. “A compressa ajuda a dilatar as glândulas e a expelir o pus”, completa o oftalmologista Liarte. Ele também recomenda a alternância de compressas mornas e geladas para diminuir o inchaço e a vermelhidão do rosto ou da região do olho atingido.

Quando o terçol não drena dentro de uma ou duas semanas é preciso intervenção cirúrgica. “Nesse caso o terçol endurece e se transforma no que chamamos de calázio. Quando isso ocorre é preciso fazer uma pequena cirurgia para remover o conteúdo”, explica Liarte.

Leia também: Terçol prevenção

De acordo com o coordenador do curso de especialização em oftalmologia do Instituto CEMA de Oftalmologia e Otorrinolaringologia, Omar Assae, de São Paulo, um terçol que não é tratado adequadamente pode causar uma celulite, ou seja, em uma infecção no tecido da pálpebra.

O médico também destaca que não se deve furar ou espremer o terçol. “Não se deve colocar a mão. O terçol não é uma espinha. Se fizer isso pode gerar uma infecção que precisa ser tratada com antibióticos”, alerta.

Já as conhecidas simpatias para curar “viuvinha”, de certa forma tem fundamento, no caso daquelas que propôem calor local, como a de encostar uma aliança quente no terçol. “O calor local ajuda a eliminar o terçol, mas para isso, recomendamos a compressa”, diz Assae.

Causas
Segundo os médicos o hordéolo, popularmente conhecido como terçol, pode ser causado por excesso de secreção produzida pelas glândulas da pálpebra e por bactérias existentes na pele.

“Ás vezes o terçol tem relação com a blefarite, que aumenta a oleosidade e forma uma espécie de caspa nos cílios. Para prevenir, recomendo a lavagem com xampu Jonhson infantil e água morna”, ensina o oftalmologista Luiz Liarte.

Maquiagem nos olhos, sem a limpeza adequada, também podem ser responsáveis pelo surgimento do terçol.

Tratamento
Os médicos recomendam compressas mornas para drenar o terçol. Segundo o oftalmologista Omar Assae pomadas e colírios também são utilizados.

“Quando há muito inchaço o ideal é procurar um especialista para poder avaliar o quadro”, indica Assae.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *